A osteoporose é uma doença que leva ao enfraquecimento dos ossos, tornando-os vulneráveis aos pequenos traumas. É uma doença assintomática, ou seja, sem sintomas, lenta e progressiva.

Alguns fatores estão associados a um maior risco para essa doença. Entre eles, ser mulher, envelhecer, ter um corpo pequeno, ser branco ou asiático e ter histórico familiar da doença.

A osteoporose pode ser diagnosticada precocemente, através da densitometria óssea, um exame de fácil realização, indolor e de alta precisão.

A fisioterapia tem uma importância fundamental no tratamento da osteoporose, nos quais se destacam: o alívio da dor, melhora da mobilidade, auxílio para enfrentar problemas psicossociais da doença, prevenção de perda óssea, benefício cardíaco, respiratório, muscular e ósseo, visando sempre a prevenção de quedas e consequentemente o risco de fraturas.

O programa feito pelo fisioterapeuta é destinado a aumentar a flexibilidade, o equilíbrio e o fortalecimento atuando assim na prevenção das quedas.

O fisioterapeuta vai orientar o paciente e a família a respeito de riscos ambulatoriais e domiciliares, tais como escadas sem corrimão e sapatos altos.O idoso vai precisar realizar uma dieta rica em cálcio como leite e seus derivados, vitamina D, verdura como brócolis e repolho. Exposição ao sol da manhã regularmente de preferência realizando caminhadas e exercícios que requeiram força muscular.

O acompanhamento do fisioterapeuta é de suma importância para minimizar os efeitos degenerativos, melhorando assim o estilo de de vida da pessoa idosa.